Andanças e araucárias. Foto da desbravadora: Camila Lacerda

Corpo Curi

Corpo Curi

O corpo curi quando ainda é corpo e quando ainda é curi,
espeta,
pesa,
resiste,
camufla,
e rasga o tronco de um quando o tronco do outro o sustenta
e arde quando as folhas de um caem sobre as do outro
O corpo curi enquanto corpo curi é o chifre de um corpo,
é um corpo com dois chifres.

O vento que sopra,
o sol que bate,
a água que desce,
a raiz solta no chão,
a pele pinha,
a tripa pinhão.

Adereço e proteção
Encontro de sutilezas
não mais em desapuro
é dança que espreguiça ao seu largo,
ao seu longo
e arrepia seu torso inteiro
integro,
sua corpulência que agora desvela
sua concretude que é brisa
e que resiste
e permanece mesmo em sua vulnerabilidade.

Sendo conhecida por uns tantos nomes populares, entre eles Pinheiro brasileiro e Pinheiro do Pará, é também chamada pelo seu nome de origem indígena, CURI. Podendo atingir alturas de 50 metros, sua forma única e peculiar em nossas paisagens lembram a forma de uma taça ou umbela. A araucária, segundo a IUCN, está em perigo crítico de extinção: http://www.iucnredlist.org/details/32975/0
Interagindo com este corpo através do meu próprio, parto para encontros e descobertas ao longe na paisagem, em brumas, em luas, em nuvens e em chuvas. Parto para encontros ao perto, ela em verde e eu em branco. Ela marrom e eu morena. Trepando em seus galhos, colhendo sua piña, sua semente, sua fruta e seu pinhão. Ela molhada e eu seca, e vice-versa, e mutuamente em dois estados e reciprocamente em um estado.
Roçando seus galhos em minhas mãos, porto suas farpas como matéria que me ajuda a me tornar casca; um corpo que vai se tornando curi. E este curi que vai sendo encontrado em pedaços, vai sendo coletado, e seus ramos despedaçados vão se re-integrando; um curi que vai se tornando corpo. O encontro ainda lateja, foi linheiro e doloroso, como ela em sua paisagem, como nós naquele estado simples e suspenso, como tudo o que precede a extinção.


January, 2015
Residência NUVEM – Estação Rural de Arte e Tecnologia. Visconde de Mauá, RJ. Brasil
http://nuvem.tk/wiki/index.php/Marcela_Antunes
Self-portrait and photos by: AnaKlaus